Como fazer, gerir e otimizar suas parcerias comerciais no turismo?

4 minutos para ler

Talvez você já saiba, talvez não, mas a parceria comercial é algo vital para a sobrevivência de todos os tipos de negócio. Por isso, para a sua agência de turismo receptivo não será diferente, e você deve estar atento a como isso ocorre a fim de extrair os melhores frutos dessa estratégia.

Neste post, vamos detalhar melhor para você como fazer, gerir e otimizar suas parcerias comerciais no turismo a fim de adequar essa abordagem à sua empresa. Continue lendo e aprenda!

O que é uma parceria comercial?

Parceria comercial nada mais é que o elo entre empresas a fim de trazer benefícios a ambas as partes envolvidas. Pode ser por meio da divulgação mútua de serviços e produtos, descontos, processos logísticos e tantas outras maneiras de formar vínculos que sejam, de fato, produtivos.

Na sua agência de turismo receptivo, certamente existe alguma rede de hotéis ou profissionais liberais, como motoristas, que você consegue acessar o serviço por um preço mais em conta em troca da clientela que leva até eles. Bom, esse é só um exemplo, e se isso ainda não acontece em seu negócio, é hora de melhorar suas estratégias.

Como firmar e gerenciar boas parcerias no setor de turismo?

Você há de concordar que o setor de turismo é bastante abrangente e engloba um variado número de produtos, serviços e profissionais. A sua empresa de turismo receptivo pode estabelecer parcerias com guias turísticos, hotéis, motoristas responsáveis pelo traslado do passageiro e até mesmo lojas de roupa (pense, por exemplo, nas que são especializadas em trekking, montanhismo ou mesmo surfe). Tudo dependerá do destino da viagem e do perfil da sua clientela.

O segredo é primeiramente entender o seu próprio negócio. Dos exemplos que citamos, qual se encaixa no que você oferece na sua agência? Afinal, qual o sentido de estabelecer uma parceria com uma loja de trekking, se você não trabalha com destinos que tenham a ver com tal prática e público? Essa é uma questão muito pontual mas que já indica caminhos de como você deve começar a traçar seu plano de parceria.

Como o benchmarking ajuda a entender que tipos de parcerias podem ser desenvolvidas?

O benchmarking nada mais é que pesquisar e fazer uma comparação entre marcas. Basicamente, o termo é utilizado em três contextos principais, são eles:

  • benchmarking genérico: o mais comum, ele se dedica a pesquisar o que outras marcas estão fazendo em seu ramo como forma de aprendizado e desenvolvimento de estratégias diferenciadas;
  • benchmarking funcional: dedica-se a ações pontuais e à observação de como outros negócios têm feito isso;
  • benchmarking interno: pode ser feito dentro da própria empresa, comparando atividades diferentes e vendo como elas podem ser melhoradas.

No caso do seu negócio, você pode analisar o que outras agências têm realizado para firmar parcerias frutíferas e estar à frente no ramo. Casos de sucesso são um bom guia para repensar as formas às vezes engessadas que se age em um empreendimento. Além do mais, servem como inspiração para que você também busque o melhor para sua agência.

Como pode ver, é completamente possível firmar relações que podem ser mutuamente benéficas entre diferentes negócios. Agora que já tem as informações para realizar isso, aproveite para mudar a forma como tem atuado no seu ramo.

Se gostou de saber como fazer, gerir e otimizar parceria comercial no turismo, entenda como softwares para controle de passeios e traslados impactam o seu negócio.

Posts relacionados

Deixe uma resposta